Para que serve a telemetria

No contexto automotivo e de frotas a telemetria veicular serve para fornecer informações sobre o veículo. Confira mais no artigo!
29/07/2020
7 min de leitura
Para que serve a telemetria

Depois que as tecnologias de rastreamento veicular e monitoramento de frotas se tornaram mais comuns nos últimos anos, atualmente vemos os gestores de frota falando mais e mais a respeito da telemetria.

Mas afinal, o que é a telemetria veicular e para que ela serve?

Vivemos hoje na era da informação, dos dados e dos indicadores. Todo gestor agora é ensinado a tomar decisões baseada em números, dados, pois assim a sua chance de tomar decisões mais assertivas e corretas aumenta, não é mesmo?

É justamente para te fornecer esses dados, dos mais variados possíveis, que serve a telemetria.

No contexto automotivo e de frotas a telemetria veicular serve para fornecer informações sobre o veículo, seja ele um caminhão ou um carro leve, em tempo real. Porém, diferentemente do rastreador veicular que fornece dados de posição (latitude e longitude) e velocidade, a telemetria veicular vai muito além. Ela te fornece dados como RPM, temperatura do motor, aceleração, frenagem, abertura de baús, portas, e diversas outras informações.

Você pode estar se perguntando agora, então o que eu irei fazer com tanta informação? Para que eu preciso saber se o motorista abriu a porta, a temperatura do motor em tempo real e todos esses dados? O que eu, gestor de frotas, irei fazer com essa imensidão de informações que vem do veículo para a minha plataforma de gestão de frotas?

Bem, se você tem essas dúvidas nós iremos esclarecer-las neste artigo!

QUANDO SURGIU A TELEMETRIA

As primeiras aplicações de telemetria remetem a 1912 quando ela começou a ser utilizada para o monitoramento de redes de telefonia e transmissão de dados.

Posteriormente, nos anos 50 a telemetria começou a se popularizar no setor aeroespacial e a partir da década de 90 ela ganhou espaço no setor automotivo.

Neste setor, a telemetria começou a ser usada pelas equipes de alta performance da Fórmula 1, como uma maneira de otimizar o modo de direção do piloto e também melhorar a performance do carro.

O QUE É TELEMETRIA DE VEÍCULOS

A palavra telemetria vem do grego “tele” que significa “remoto”, e “metron” que significa “medida”. Ou seja, telemetria é a medição e transmissão de dados à distância.

No contexto de aplicações veiculares e de frotas a telemetria veicular é a captação e transmissão remota de dados da dinâmica veicular como RPM, velocidade, temperatura do motor, aceleração, frenagem, curvas, e muitos outros.

De maneira resumida, a telemetria é a medição dos dados do veículo e a transmissão remota desses dados ao sistema de telemetria, no qual eles se transformam em informações úteis ao gestor de frotas, informações a respeito da operação, consumo de combustível, segurança e manutenção.

O QUE É UM SISTEMA DE TELEMETRIA

Um sistema de telemetria veicular é o conjunto que possui o dispositivo que faz a captura e transmissão dos dados do veículo e uma central de monitoramento, que recebe e trata as informações enviadas pelo dispositivo, disponibilizando-as de maneira mais clara para o gestor, auxiliando a sua tomada de decisão.

O sistema de telemetria coleta e envia remotamente os dados de posição, velocidade, RPM, temperatura, modo de condução do motorista, para a central que armazena e disponibiliza a informação para o gestor de frotas.

A captura dos dados de telemetria veicular pode ser feita de duas maneiras principais:

1. Telemetria analógica

A telemetria analógica depende da instalação de sensores no veículo que farão a medição das informações que o gestor deseja saber. A grande vantagem dessa abordagem é que ela é compatível com qualquer tipo de veículo. Por outro lado, a sua grande desvantagem é a complexidade. É necessário comprar, instalar, calibrar e fazer manutenção em diversos sensores espalhados pelo veículo.

2. Telemetria digital

A telemetria digital é feita através do computador de bordo do veículo. Desde 2009 todos os veículos começaram a ter suas informações trafegando através de uma rede, chamada de rede CAN (Controller Area Network). A telemetria digital se baseia então na coleta dos dados do veículo que trafegam na rede CAN. Assim, não é preciso instalar uma série de sensores no veículo e os dados obtidos são mais precisos.

Essas informações ficam muitas vezes disponíveis em forma de relatórios operacionais de consumo de combustível e quilometragem percorrida, por exemplo ou podem ser tratadas para a criação de sistemas de avaliação de desempenho dos motoristas, como o ranking de motoristas.

O gestor de frotas então irá analisar as informações disponíveis no sistema para tomar decisões e traçar estratégias de otimização e melhoria da operação, ou seja, irá usar essas informações para deixar a operação mais eficiente e reduzir custos.

COMO FUNCIONA A TELEMETRIA VEICULAR

Como dito, a telemetria funciona com base na captação e envio remoto dos dados veiculares para uma central de monitoramento. O funcionamento é bem similar ao funcionamento de um sistema de rastreamento veicular.

O dispositivo de captação de dados, sejam eles sensores ou o dispositivo de conexão com a rede CAN, fazem a leitura dos parâmetros da dinâmica veicular. Todas as informações são então consolidadas dentro desse equipamento embarcado no veículo, que irá transmitir esses dados para a central de monitoramento.

Essa transmissão de dados, comumente ocorre através da rede de telefonia, utilizando a tecnologia da rede GSM/GPRS.

A central de monitoramento recebe a informação, trata e disponibiliza em forma de relatórios.

PARA QUE SERVE A TELEMETRIA

A telemetria tem como objetivo principal captar dados veiculares e transmiti-los a central de monitoramento para que o gestor possa analisá-los e tenha informações que sirvam de base para auxiliar a sua tomada de decisão.

Dentre os muitos usos da telemetria os principais são para controle de segurança, modo de condução do motorista, combustível e manutenção.

1. Segurança

A análise de dados de telemetria permite ao gestor de frotas ter um maior controle da segurança da operação. Dentro os diversos dados obtidos o gestor poderá analisar excessos de velocidade, curvas, acelerações e frenagens bruscas, que são indicativos de que o motorista não está respeitando as regras de direção defensiva. Assim, o gestor poderá depois alertar, educar ou treinar esses condutores evitando riscos de acidentes e multas.

2. Modo de condução do motorista

Os dados da dinâmica veicular permitem que o gestor avalie o modo de condução do motorista, se ele está seguindo as regras da política de frotas da empresa, regras de direção defensiva e econômica. O gestor poderá ver RPM, direção na banguela, paradas com o motor ligado, excessos de velocidade, curvas, acelerações e frenagens bruscas.

3. Consumo de combustível

Um dos dados que trafega na rede CAN é a autonomia e consumo veicular. Assim, o gestor poderá ter o dado preciso de quanto o veículo está consumindo e verificar possíveis desvios de performance. Além disso, com base no controle do modo de condução do motorista o gestor poderá implantar um cultura de direção econômica, que irá reduzir significativamente o seu consumo de combustível.

4. Manutenção

O acompanhamento do odômetro através do sistema de telemetria permitirá com que o gestor faça e acompanhe de maneira precisa um planejamento de manutenções preventivas da sua frota. Além disso, a rede CAN fornece dados de diagnóstico de falha e temperatura do motor, que permitem com que o gestor também planeje e controle o desgaste veicular.

BENEFÍCIOS DA TELEMETRIA VEICULAR

De maneira geral a telemetria tem como grande benefício fornecer ao gestor maior transparência sobre o que está ocorrendo com a sua frota.

Os dados de rastreamento e dinâmica veicular permitem com que o gestor seja alertado e perceba rapidamente problemas que estão ocorrendo com a sua operação, agindo de maneira mais rápida, resolvendo os problemas antes que eles se tornem maiores.

Além disso, a análise dos dados disponíveis no sistema de telemetria veicular permite ao gestor de frotas descobrir custos e problemas antes ocultos e a partir disso pensar em formas práticas de melhorar a sua operação e reduzir custos. Assim, o gestor consegue:

  • Reduzir multas e acidentes;
  • Reduzir o consumo de combustível;
  • Reduzir custos com manutenção;
  • Aumentar a vida útil dos veículos;
  • Avaliar de maneira mais justa o desempenhos dos motoristas;
  • Aumentar a satisfação da sua equipe;
  • Tomar decisões mais rápidas e assertivas.

Desta forma, o gestor estará caminhando na direção de uma gestão de frotas mais eficiente, encontrando gargalos para a operação e propondo formas de melhoria contínua. Assim, a empresa se torna mais ágil, competitiva e lucrativa.

OUTRAS APLICAÇÕES DA TELEMETRIA

Além do setor de transportes e logística, muitos outros setores também fazem o uso da tecnologia de telemetria. Os dados são importantes para a tomada de decisão, seja ela qual for, pois deixam o cenário mais claro para o gestor.

Assim, gestores nas áreas de agricultura, eficiência energética, consumo de água, gás, eletricidade e informática também fazem o uso da telemetria para compreender o que está ocorrendo em suas operações.

  • Agricultura: na agricultura os gestores utilizam dados de telemetria para saber onde está cada máquina, como elas estão operando, quanto a máquina está consumindo, se a máquina precisa de manutenção, como está a meteorologia e as condições do solo.
  • Eficiência energética: nas fábricas, escritórios e até mesmo residências é possível saber quanto cada área, cômodo ou equipamento está consumindo ao longo do dia e otimizar o consumo de energia para reduzir os custos com energia elétrica.

Com a expansão da Internet das Coisas (IoT) a capacidade de captação e processamento de dados está se tornando maior e as aplicações da telemetria estão se expandindo, tornando as mais diversas operações mais eficientes.

Na área de logística e gestão de frotas essas tecnologias já estão bastante consolidadas, portanto, se você ainda não sabe como você pode aplicá-las na sua empresa converse com um especialista, tenho certeza que oportunidades de melhoria e redução de custos não faltam na sua empresa. Essas oportunidades estão apenas ocultas, esperando que os dados as revelem.

A gestão de frotas pode ser muito mais simples!

Tenha tudo na palma da sua mão e em um só lugar com o Super App Infleet para ter uma gestão de frota mais simples, fácil e eficaz.

Homem no celular

Compartilhe:

Fique por dentro das novidades

Inscreva-se em nossa newsletter e receba os melhores conteúdos no seu e-mail!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Materiais gratuitos

Tenha acesso aos nossos materiais gratuitos

Diversos materiais gratuitos e atualizados da Infleet com informações que podem ajudar na gestão da sua frota.

Materiais

Clientes e parceiros

O que os nossos clientes dizem

Clientes e parceiros que inovam na gestão de frotas com o Super App Infleet

São diversas empresas que se beneficiam com as funcionalidades que o Super App Infleet traz para a sua gestão de frota.

plugins premium WordPress

Preencha os seus dados

Faça um teste grátis do nosso sistema de gestão de frotas

Um de nossos consultores entrará em contato para te auxiliar com o teste grátis!

"*" indica campos obrigatórios

Aceito receber comunicações e as políticas de privacidade*
Este campo é para fins de validação e não deve ser alterado.

Entraremos em contato em até 2 horas úteis. O contato é gratuito e sem compromisso.