Por que aplicar o diálogo diário de segurança (DDS) na sua gestão de frotas?

Por que aplicar o diálogo diário de segurança (DDS) na sua gestão de frotas?

Segurança é um dos principais valores de muitas empresas e uma das principais funções do gestor de frotas é garantir a segurança da sua operação.

É papel do gestor de frotas garantir que os seus veículos estão em boas condições de operação, capazes de realizar o serviço de maneira segura, bem como é papel do gestor garantir que a rota realizada pelo motorista será também segura, evitando locais perigosos, com potencial roubo de carga. Por fim é papel do gestor de frotas garantir que os seus motoristas estão praticando uma direção segura e defensiva, respeitando os limites de velocidade por peso e condições climáticas, por exemplo.

Esse trabalho do gestor, de garantir a segurança operacional, é feito diariamente com pequenas atitudes. A utilização de um plano de manutenção preventiva, seguido cuidadosamente, e checklists de saída do veículo garantem a segurança do veículo na parte mecânica e eletrônica.

A utilização de mecanismos de roteirização que verifiquem a existência de bons pontos de parada para refeição, pernoite, manutenção e que evitem ruas desertas, viagens noturnas, locais com alto potencial de assalto, garantem a segurança da viagem do motorista.

E o que fazer para garantir que os motoristas estão digirindo de maneira segura e defensiva?

Para isso, você, gestor de frotas, deve utilizar o diálogo diário de segurança (DDS).

Gostaria de lembrar que segundo um estudo conduzido pelo Ministério dos Transportes, Portos e Aviação (atual Ministério da Infraestrutura), por exemplo, mais de 50% dos acidentes são causados por imprudência dos motoristas e ainda que 90% dos acidentes de trânsito são motivados por falhas humanas, conforme análise do Observatório Nacional de Segurança Viária, e que as perdas com acidentes envolvendo caminhões são até 12 vezes mais custosos do que os roubos de carga nas estradas, segundo a Associação de Gestão de Despesas de Veículos (AGEV).

Além disso, os hábitos de direção segura e defensiva são similares aos hábitos de condução econômica. Desta forma, fica claro que criar uma cultura de direção defensiva e segura, não apenas reduzirá seus indicadores de sinistralidade da frota como também resultará em uma redução do custo operacional da frota.

O QUE É O DIÁLOGO DIÁRIO DE SEGURANÇA (DDS)

DDS ou Diálogo Diário de Segurança é uma pequena reunião diária de 15 a 20 minutos que o gestor de frotas deve fazer com a sua equipe de motoristas logo no início do dia ou turno com o objetivo de discutir temas relacionados a segurança no trânsito e assim garantir a segurança dos motoristas.

Assim, o grande objetivo da DDS é reduzir acidentes, doenças ocupacionais e garantir a segurança das pessoas.

Nesse diálogo o gestor de frotas irá buscar conscientizar a sua equipe a respeito dos riscos envolvendo a operação e como se prevenir desses problemas, relembrando a equipe sobre as principais normas de segurança, legislação de trânsito, necessidade de uso de EPI e também conversar sobre algumas situações práticas do dia a dia.

QUAL A IMPORTÂNCIA DO DDS NA GESTÃO DE FROTAS

O principal objetivo da DDS é a garantia da segurança da operação, tanto do veículo quanto do condutor.

Para o gestor de frotas a DDS ajuda a criar uma cultura de direção segura, econômica e defensiva que resultará em uma redução de acidentes, multas de velocidade e manutenções corretivas do veículo. Além disso, por criar um cultura de direção econômica, a DDS ajudará também o gestor na redução do consumo de combustível.

Para os colaboradores as vantagens também são enormes. Primeiramente, e o ponto mais importante, é que a DDS irá aumentar a segurança do motorista na rua.

Além disso, a conversa irá ajudar a motorista a melhorar sua performance e criará um espaço de diálogo entre equipe e gestor no qual os motoristas podem falar de situações vividas no dia a dia, sugerir melhorias na operação e falar de coisas que estão impactando na sua produtividade.

De maneira geral a DDS também ajuda a reforçar a segurança como um valor da empresa, reforçando a política da empresa e os comportamentos que devem ser evitados pelos motoristas, deixa os condutores mais atentos e preparados para situações de risco e conscientiza os funcionários.

COMO CONDUZIR UM DDS

Como as reuniões são diárias é importante que a DDS seja uma conversa rápida, de 15 a 20 minutos, e bem específica, abrangendo apenas temas relacionados a segurança dos motoristas e da frota para evitar que se torne algo chato que os motoristas não querem comparecer.

Alguns temas que podem ser abordados na DDS são:

  • Direção econômica e defensiva;
  • Leis de Trânsito;
  • Cuidados com a carga transportada;
  • Tratamento do óleo;
  • Controle de temperatura do motor;
  • Cuidados com o sistema de arrefecimento;
  • Cuidados em pistas molhadas;
  • Como ultrapassar com segurança;
  • Importância de não dirigir com sono;
  • Respeito as sinalizações e limites de velocidade;

É importante também que ao final da DDS exista um tempo para que a equipe possa fazer suas pontuações, trazer casos e situações vividas e também tirar dúvidas com o gestor, criando assim um ambiente de comunicação aberta e confiança.

FERRAMENTAS PARA AJUDAR NO CONTROLE DA SEGURANÇA OPERACIONAL

Algumas ferramentas de gestão de frotas podem ajudar bastante, você, gestor a ter um maior controle sobre a operação, visando garantir a sua segurança.

Os sistemas de monitoramento de frotas e telemetria por sua vez te permitem ao gestor ter o controle total da operação, acompanhando a posição dos caminhões em tempo real, analisar rotas realizadas, pontos de parada, quilometragem percorrida e o modo de condução dos seus motoristas.

Freadas, curvas e acelerações bruscas, RPM fora do indicado, dirigir na banguela, excesso de velocidade para o peso do veículo, parar o veículo e mantê-lo ligado. Tudo isso são hábitos ruins de direção dos motoristas que impactam diretamente no consumo de combustível, desgaste e vida útil das peças e dos pneus e, portanto, nos custos.

Os sistemas de telemetria permitem com que todas essas variáveis sejam controladas pelo gestor de frotas, para que ele avalie com informações precisas os seus motoristas, crie planos de treinamento para os que apresentam notas baixas no ranking e premie aqueles que apresentam notas altas.

Por fim, o sistema de controle da jornada de motorista é uma tecnologia para o gestor de frotas obter de maneira confiável as informações para a criação do diário de bordo do motorista. Através da captação de dados do veículo, análise de pontos de parada, rotas, duração de viagens, identificação do motorista, a plataforma permite o preenchimento automático da jornada de trabalho do fornecendo informações com maior precisão e confiabilidade, evitando portanto erros de preenchimento, fraudes e processos trabalhistas.

Tecnologia de ponta para frotasMaior transparência da sua operação.

Copyright © Infleet | Tecnologia para frotas 2020. All Rights Reserved.

Interakt Soluções de Engenharia LTDA