Como o modo de condução do motorista afeta o consumo de combustível

Como obter esses dados e identificar a partir dele onde mora o seu problema e qual a causa do seu elevado consumo. Saiba mais aqui!
25/09/2020
6 min de leitura
Como o modo de condução do motorista afeta o consumo de combustível

Consumo de combustível é uma dor de cabeça frequente para os gestores de frotas, não é mesmo?

Segundo estudo publicado no Portal PMKB (Project Management Knowledge Base) o consumo de combustível representa 35% dos custos variáveis de uma frota. A Petrobras diz que esse número pode chegar até a 44%. Esses valores com certeza justificam a dor de cabeça.

Nesse cenário, os gestores estão constantemente diante do desafio de controlar e reduzir o consumo de combustível da sua frota, a fim de aumentar a lucratividade das suas rotas e tornar a sua empresa mais competitiva. Entretanto, como fazer isso? Quais ações, você gestor, pode tomar?

Para reduzir o consumo de combustível da sua frota o primeiro passo é entender o que está causando esse consumo acima do planejado. Porém, para entender a causa do problema é preciso ter transparência e para ter transparência é preciso ter dados e informação. Vamos aqui mostrar para você como obter esses dados e identificar a partir dele onde mora o seu problema e qual a causa do seu elevado consumo.

Adianto para vocês que um dos principais fatores que impacta o consumo de combustível da sua frota é o modo de condução do motorista e aqui vamos mostrar por quê.

No post de hoje vamos falar de como o modo de condução do motorista impacta no seu consumo de combustível e daremos algumas dicas básicas que podem ser facilmente implementadas na sua empresa para que você consiga melhorar a eficiência da frota.

IDENTIFICANDO O PROBLEMA DE CONSUMO DE COMBUSTÍVEL

Primeiramente, para identificar que está ocorrendo um problema com o consumo de combustível da sua frota é preciso medir e ter dados de abastecimento. É necessário que você gestor faça um acompanhamento dos abastecimentos e custos.

Com o registro de dados como quantidade abastecida, valor gasto, data, odômetro do veículo e motorista responsável, você poderá identificar a autonomia daquele veículo e a performance do motorista.

Bem, uma vez registrado que o veículo deveria apresentar uma autonomia de 3,5 km/L, mas a sua autonomia foi de apenas 2,5 km/L, você vai perceber que houve um problema. Você irá perceber que a sua viagem foi menos rentável e o seu custo de combustível está acima do valor planejado. Nesse momento você vai se perguntar o porquê disso ter acontecido, já que você planejou tão bem a viagem.

Por que a autonomia do veículo está abaixo do planejado?

A resposta, muitas vezes, está no modo de condução do motorista.

COMO O MODO DE CONDUÇÃO DO MOTORISTA AFETA O CONSUMO DE COMBUSTÍVEL

De acordo com a montadora Renault que lançou o serviço de controle do modo de condução chamado Driving Eco², melhorias no modo de condução do motorista podem resultar em até 20% de redução do consumo de combustível. Outros testes realizados mostram que motoristas diferentes, realizando a mesma rota e com o mesmo veículo tiveram até 30% de diferença no consumo de combustível.

Apresento agora alguns dados que justificam esse impacto do modo de condução do motorista no consumo de combustível:

  • De acordo com o guia do TRC a velocidade ideal para um caminhão está entre 80 km/h e 88km/h, sendo que cada 1 km/h acima dessa velocidade aumenta em 1% o consumo de combustível. Ou seja, a 100 km/h o seu veículo estará consumindo 12% a mais de combustível do que o correto;
  • A Petrobras diz que no caso de veículos leves o consumo de combustível pode ser 30% maior em um trecho quando ele é percorrido em alta velocidade;
  • Um caminhão parado com motor ligado consome cerca de 2 litros de combustível por hora.
  • Uso do veículo no RPM adequado pode reduzir até 20% o consumo;
  • Acelerações e frenagens bruscas frequentes podem aumentar em até 40% o consumo de combustível.

Vemos então que o modo de condução do motorista tem um grande impacto nos custos com combustível da sua frota. E por isso, entender como os motoristas estão dirigindo, treiná-los e educá-los é fundamental para uma melhoria da eficiência e redução de custos.

Outros dados, além do consumo de combustível também colaboram para essa visão. Você terá benefícios como aumento de segurança na operação e também redução dos custos de manutenção. Como? Segundo um estudo conduzido pelo Ministério dos Transportes, Portos e Aviação (atual Ministério da Infraestrutura), por exemplo, mais de 50% dos acidentes são causados por imprudência dos motoristas. Além disso, 90% dos acidentes de trânsito são motivados por falhas humanas, conforme análise do Observatório Nacional de Segurança Viária.

Além disso, ainda de acordo com o Guia TRC, por exemplo, aumentar a velocidade de uma viagem de 88 km/h para 96 km/h aumenta em 38% os custos com manutenção. Além disso, um aumento de 27% na velocidade (para 112 km/h) aumenta em 100%, ou seja, dobra, o desgaste da banda de rodagem dos pneus.

Mas agora, que você já sabe os impactos do modo de condução do motorista nos seus custos operacionais, o que fazer para reduzi-los? É preciso implementar uma cultura de condução econômica.

O QUE É CONDUÇÃO ECONÔMICA

De acordo com a Scania a condução econômica “é o ato de conduzir o veículo da maneira mais eficiente de acordo com o trajeto a ser executado”. Ou seja, a condução econômica consiste na correta utilização dos mecanismos do veículo, direção, aceleração, frenagem e transmissão para lidar com as situações que surgem ao longo da rota como subidas, descidas, curvas, retas, paradas e arrancadas.

Desta forma, você é capaz de otimizar a eficiência energética do veículo, reduzindo o consumo de combustível, desgaste mecânico e aumentando a segurança durante a rota.

PLANO DE AÇÃO: IMPLEMENTAR UMA CULTURA DE DIREÇÃO ECONÔMICA COM TODOS OS MOTORISTAS DA EMPRESA.

A tecnologia é a grande aliada do gestor de frotas para analisar esse tipo de situação.

Como saber de fato se o seu caminhão está mais econômico se você não faz um controle dos custos de combustível e autonomia dos veículos?

Assim, o primeiro passo a ser dado é: controle os custos de combustível da sua frota. Saiba quanto você gasta por mês com cada veículo e qual a sua autonomia média.

A partir disso, você terá um parâmetro de referência para saber se as ações que você tomou estão de fato deixando os seus caminhões mais econômicos e se você está economizando combustível.

Não importa se você fará o controle utilizando uma planilha do excel, cartão de abastecimento, um sistema de controle de custos de combustível ou de gestão de frotas. O importante é que você faça esse controle e tenha esses indicadores em mãos para avaliação!

O segundo passo é: controle o modo de condução do seu motorista. Depois de treinar a sua equipe, passar para ela as técnicas de direção econômica, melhores práticas e dicas, é preciso que você assegure que tudo está sendo devidamente aplicado.

Caso contrário, você irá ensinar os seus motoristas a dirigir para economizar combustível, a deixar o caminhão mais econômico e algumas semanas depois eles terão retornado a todos os hábitos e vícios antigos.

Para esse segundo passo o importante é você utilizar um sistema de telemetria veicular e que, idealmente, esteja associado a um ranking dos motoristas.

O sistema de telemetria veicular irá captar dados de RPM, velocidade, aceleração, frenagem, curva, paradas com motor ligado e muitos outros dados e a partir disso elaborar relatórios de modo de condução do motorista, apontando as infrações cometidas e ranqueando os melhores motoristas para que você possa premiá-los e treinar novamente aqueles que apresentarem necessidade.

Essa é uma excelente forma de colocar em prática a cultura da direção econômica na empresa, os dados da telemetria veicular estão te oferecer transparência e permitir uma avaliação do modo de condução do motorista baseada em fatos e dados. Assim, a sua avaliação de desempenho será justa, precisa e efetiva.

TECNOLOGIA DE RASTREAMENTO E TELEMETRIA INFLEET

O uso da telemetria veicular, como você pode ver no artigo, traz uma série de benefícios operacionais. A tecnologia da Infleet em gestão de frotas permite a você ter o total controle e transparência na gestão de frotas da sua empresa, tanto do ponto de vista operacional quanto de custos, contribuindo para uma tomada rápida de decisões.

Quer saber como a tecnologia Infleet pode ajudar a sua empresa? Clique aqui.

A gestão de frotas pode ser muito mais simples!

Tenha tudo na palma da sua mão e em um só lugar com o Super App Infleet para ter uma gestão de frota mais simples, fácil e eficaz.

Homem no celular

Compartilhe:

Fique por dentro das novidades

Inscreva-se em nossa newsletter e receba os melhores conteúdos no seu e-mail!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Materiais gratuitos

Tenha acesso aos nossos materiais gratuitos

Diversos materiais gratuitos e atualizados da Infleet com informações que podem ajudar na gestão da sua frota.

Materiais

Clientes e parceiros

O que os nossos clientes dizem

Clientes e parceiros que inovam na gestão de frotas com o Super App Infleet

São diversas empresas que se beneficiam com as funcionalidades que o Super App Infleet traz para a sua gestão de frota.

plugins premium WordPress

Preencha os seus dados

Faça um teste grátis do nosso sistema de gestão de frotas

Um de nossos consultores entrará em contato para te auxiliar com o teste grátis!

"*" indica campos obrigatórios

Aceito receber comunicações e as políticas de privacidade*
Este campo é para fins de validação e não deve ser alterado.

Entraremos em contato em até 2 horas úteis. O contato é gratuito e sem compromisso.