Como a telemetria te ajuda a prevenir acidentes

Como a telemetria te ajuda a prevenir acidentes

A palavra de ordem em qualquer operação de transporte é segurança. Uma das principais funções do gestor de frotas é garantir a segurança da sua equipe, dos veículos e da operação como um todo.

Ainda assim, de acordo com a Organização Mundial da Saúde o Brasil ocupa o 5º no ranking de mortes no trânsito, perdendo apenas para Índia, China, EUA e Rússia.

Segundo um estudo conduzido pelo Ministério dos Transportes, Portos e Aviação (atual Ministério da Infraestrutura), por exemplo, mais de 50% dos acidentes são causados por imprudência dos motoristas. Além disso, 90% dos acidentes de trânsito são motivados por falhas humanas, conforme análise do Observatório Nacional de Segurança Viária, e as perdas com acidentes envolvendo caminhões são até 12 vezes mais custosos do que os roubos de carga nas estradas, segundo a Associação de Gestão de Despesas de Veículos (AGEV).

Além do modo de condução do motorista, um outro ponto importante é a condição do veículo em circulação. De acordo com a Associação de Entidades Oficiais da Reparação de Veículos do Brasil (Sindirepa) as falhas mecânicas podem contribuir para acidentes. Pesquisas indicam que 47% dos automóveis envolvidos em acidentes possuíam algum tipo de problema.

Nesse cenário, é fundamental que o gestor de frotas esteja atentos a todos os pontos que podem resultar em acidentes, principalmente as condições de operação do veículo e o modo de condução do motorista.

Nesse sentido, a telemetria veicular é uma ferramenta fundamental para auxílio na criação de práticas de segurança dentro das empresas de transporte. Por isso, nesse artigo iremos apresentar algumas das principais causas de acidentes nas rodovias e como a telemetria pode ser aplicada para aumentar a segurança da sua operação de transporte.

PRINCIPAIS CAUSAS DE ACIDENTES NO TRÂNSITO

De acordo com o Atlas da Acidentalidade do Transporte Brasileiro 2019 estão no top 10 de causas de acidentes:

  • Defeitos mecânicos em veículo;
  • Ultrapassagem indevida;
  • Velocidade incompatível;
  • Não guardar distância de segurança;
  • Defeitos na via;
  • Sono;

De acordo com o Detran-PR uma batida em velocidade de 65 km/h provoca uma carga de 820 kg nos passageiros do veículo o que está relacionado à pesquisa do Departamento Nacional de Transporte britânico que indicou que em colisões acima de 64 km/h 85% das pessoas morrem e 15% ficam feridas.

Como evidenciado pelo Observatório Nacional de Segurança Viária, quase todas essas causas estão relacionadas a imprudência do motorista e podem ser combatidas com ações preventivas, educação em direção econômica e defensiva.

acidentes-transporte-rodoviario-causas

Atlas de Acidentalidade no Transporte Brasileiro – 2019.

A IMPORTÂNCIA DA TELEMETRIA PARA A SEGURANÇA

A telemetria veicular consiste na coleta remota de dados do veículo, seja através de sensores (telemetria analógica) ou através da conexão e leitura direta dos dados do computador de bordo do veículo (telemetria digital).

Alguns parâmetros analisados na telemetria veicular são:

  • Velocidade;
  • Torque;
  • Dados do motor: RPM, temperatura, pressão na ignição, status (ligado ou desligado);
  • Dados gerais: Temperatura do freio, óleo, água, combustível e sensores diversos instalados no veículo;

Assim, é possível para o gestor de frotas ter informações em tempo real sobre os seus veículos, histórico de dados e controle operacional. A partir dessas informações o gestor pode realizar um controle da frota que evite as principais causas de acidente citadas.

Com os dados de telemetria é possível ter um controle preciso do modo de condução do seu motorista, criando relatórios de infrações e ranking dos melhores motoristas. Assim, você saberá como está o RPM do veículo, se o motorista acelerou, frenou ou fez curva brusca, se o motorista dirigiu acima da velocidade e até mesmo quantas horas ele dirigiu durante um determinado dia afim de evitar e controlar a fadiga. O sistema também permite a criação de alertas para que o gestor seja avisado imediatamente do comportamento do motorista e possa até entrar em contato para prevenir uma nova infração.

Outro ponto fundamental da telemetria está no controle de manutenções.

Primeiramente, o uso das informações de telemetria para o controle do modo de condução do motorista, implementação de uma cultura de condução econômica irá reduzir drasticamente o desgaste das peças, contribuindo para um aumento da vida útil e da segurança do veículo.

Além disso, as informações de telemetria, permitem com que o gestor de frotas faça um acompanhamento mais preciso das manutenções preventivas, com um controle preciso de quilometragem.


EXTRA - OUTRAS FORMAS DE REDUZIR ACIDENTES

Além da telemetria existem outras duas práticas que são muito úteis ao gestor de frotas e que também irão contribuir para a redução de acidentes. São elas: a realização de checklist de entrada e saída do veículo e a aplicação da DDS.

- Checklist de entrada e saída do veículo: O uso do checklist veicular torna o processo de avaliação e liberação dos veículos de frota mais rápida, segura e eficiente, fornecendo uma visão mais clara para o gestor de frotas das condições dos veículos que estão sendo colocados em operação.

As inspeções de rotina ajudam a equipe a identificar e reportar problemas mecânicos e de segurança, fazendo com que você aja preventivamente, aumentando a segurança, evitando a quebra do veículo e manutenções caras, além de outros prejuízos resultantes de um veículo mal conservado.

- DDS: DDS ou Diálogo Diário de Segurança é uma pequena reunião diária de 15 a 20 minutos que o gestor de frotas deve fazer com a sua equipe de motoristas logo no início do dia ou turno com o objetivo de discutir temas relacionados a segurança no trânsito e assim garantir a segurança dos motoristas.

Assim, o grande objetivo da DDS é reduzir acidentes, doenças ocupacionais e garantir a segurança das pessoas.

Nesse diálogo o gestor de frotas irá buscar conscientizar a sua equipe a respeito dos riscos envolvendo a operação e como se prevenir desses problemas, relembrando a equipe sobre as principais normas de segurança, legislação de trânsito, necessidade de uso de EPI e também conversar sobre algumas situações práticas do dia a dia.


TECNOLOGIA DE RASTREAMENTO E TELEMETRIA INFLEET

O uso da telemetria veicular, como você pode ver no artigo, traz uma série de benefícios operacionais. A tecnologia da Infleet em gestão de frotas permite a você ter o total controle e transparência na gestão de frotas da sua empresa, tanto do ponto de vista operacional quanto de custos, contribuindo para uma tomada rápida de decisões.

Quer saber como a tecnologia Infleet pode ajudar a sua empresa? Clique aqui.

Monitore a sua frota e otimize seus custosInfleet | Tecnologia de ponta para gestão de frotas

Copyright © Infleet | Tecnologia para frotas 2020. All Rights Reserved.

Interakt Soluções de Engenharia LTDA