O passo a passo para fazer um controle de jornada do motorista

O passo a passo para fazer um controle de jornada do motorista

Fazer um bom controle de jornada do motorista é indispensável para garantir que as regulamentações legais da gestão de frotas estão sendo cumpridas. É através desse acompanhamento que o responsável terá a real noção sobre como pode reduzir ou evitar custos com hora extra e processos trabalhistas.

Entretanto, muito embora uma discussão aberta a respeito do tema ainda seja comum, esse é um assunto extremamente importante e necessário de ser debatido.

A lei que rege os motoristas - a Lei do Motorista, de nº Nº 13.103 - foi criada a pouco tempo e é ela quem torna obrigatório o registro e o controle da jornada de trabalho cumprida pelo colaborador. É a partir desse dispositivo legal, que o cumprimento da jornada pode ser efetivada sem prejuízos para empresa e sem excessos para o condutor.

Nesse artigo, vamos explicar o que é preciso fazer para controlar a jornada do motorista. Acompanhe a seguir o nosso passo a passo.

Faça o planejamento da rota

Planejar é o ponto de partida para dar clareza ao processo. É através do planejamento que o gestor pode traçar o melhor caminho para otimizar as entregas, evitando que o motorista ultrapasse a sua jornada, levando-o à exaustão.

Ou seja, entendendo melhor sobre as rotas, é possível verificar, por exemplo, quais as paradas para descanso e refeição existem ao longo do trajeto a ser percorrido e se estão em condições adequadas. É a melhor maneira de acompanhar as pausas para o descanso e manter a segurança do profissional.

Analise a eficiência operacional

Outro passo para ter o controle da jornada do motorista é analisar a eficiência operacional.

Essa observação é imprescindível para o gestor de frotas, assim ele não é surpreendido de forma negativa e venha a ter dificuldades ao longo do processo.

Dessa maneira o gestor consegue detectar comportamentos inoportunos e pode corrigi-los para melhorar a produtividade. Uma boa forma de resolver esse ponto é automatizar o acompanhamento.

Crie um diário de bordo

Como já falamos aqui no blog, o diário de bordo é o local onde é realizado o registro da jornada do motorista, que pode ser um registro em papel, registro eletrônico com sistema de teclado, rastreamento ou tacógrafo.

O diário de bordo pode ser utilizado como ferramenta auxiliar, associado a outros métodos ou ferramentas mais confiáveis.

Foque em ações preventivas e educativas

Não há nada mais genuíno em uma empresa que o comprometimento com o desenvolvimento técnico e intelectual dos motoristas.

Para que os condutores estejam nivelados quanto ao conhecimento acerca dos seus direitos, deveres e funções designadas a sua função, treine-o a fim de evitar problemas jurídicos nas relações de trabalho e no trânsito.

Desenvolver ações de motivação, educação e sensibilização da equipe, em relação ao processo do controle de jornada e desempenho de acordo com a Lei do Motorista, reforça o cuidado da empresa em promover qualidade de vida e bem estar aos seus colaboradores.

Viu só como é importante fazer um controle de jornada do motorista? Com todo esse passo a passo e a ajuda de um sistema integrado, toda equipe pode contribuir para que nada fuja do planejado na gestão da frota.

Gostou das nossas dicas? Então assine a nossa newsletter para receber conteúdo novo diretamente na caixa de entrada do seu email!

Monitore a sua frota e otimize seus custosInfleet | Tecnologia de ponta para gestão de frotas