Conheça os Riscos de Abastecer com Combustível Adulterado

Conheça os Riscos de Abastecer com Combustível Adulterado

A ANP (Agencia Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis) no seu último Boletim Anual de Fiscalização do Abastecimento apresentou que em torno de 24% dos 18.684 locais fiscalizados foram autuados por algum tipo de infração. A Agencia informa ainda que desse total 12% das atuações dizem respeito a produtos comercializados fora de especificação.

Geralmente esse tipo de combustível vem acompanhado de um preço bastante atrativo, se diferenciando da média do mercado. Contudo, o ganho momentâneo trazido por um combustível mais barato não se compara com os diversos problemas que ele pode gerar. Quando esse ponto é levado para o contexto de uma frota logística os impactos são ainda maiores e desastrosos.

Abaixo são apresentados alguns dos principais sinais de que seus veículos podem estar fazendo uso de um combustível de má qualidade.

1. Rendimento

Como geralmente são adicionados elementos químicos que não fazem parte da mistura original do combustível, tais como: solventes, álcool hidratado ou até mesmo água. É comum que o primeiro sinal desse tipo de fraude seja a queda inesperada na autonomia do veículo. Esses elementos que são adicionados não tem o poder de combustão do produto original e além de aumentar o risco de danos à peças e de incêndios irão tornar a sua frota menos produtiva.

2. Ruídos e Odores

É muito importante utilizar os sentidos ao dirigir um veículo, através dessa percepção diversos problemas podem ser identificados, entre eles está a fraude no combustível. O aparecimento de ruídos logo após a saída do posto ou mesmo o odor de querosene são indícios fortíssimos que houve uma contaminação durante o abastecimento.

O motor do veículo irá certamente acusar que não está sendo alimentado da maneira devida, a primeira forma de notar este comportamento é através da redução de potência. Mas é possível constatar também que o motor poderá apresentar problemas para funcionar logo no início do dia. Além disso é comum que a luz amarela fique acesa no painel, a atitude correta nesse caso é buscar uma oficina mecânica para analisar o estado do veículo.

Esses problemas podem evoluir para danos no sistema de injeção eletrônica, com o derretimento de peças de borracha, em alguns casos podem ser causadas avariais aos pistões além de danos no sistema de escape.

E agora? O que fazer para não passar por esses problemas:

  • Abasteça em postos parceiros, que já atuem há algum tempo na região e de bandeira conhecida;
  • Acompanhe o rendimento dos seus veículos, especialmente se for necessário abastecer em um posto desconhecido;
  • Observe como o veículo se comporta nas horas e dias imediatamente após o abastecimento;
  • Guarde todas as notas fiscais de abastecimento, pois, caso constatado o desvio elas serão fundamentais na comprovação do fato ocorrido.

Como só se controla o que se mede, o primeiro passo é conhecer o seu processo. A Infleet ciente disso lhe oferece ferramentas que lhe ajudam na gestão da frota para que seus ativos atinjam uma maior durabilidade e seus custos sejam reduzidos.

Para solicitar um período de testes completamente gratuito da nossa plataforma de controle de abastecimentos fale com o nosso consultor!