Devo desenvolver meu próprio software de Gestão de Frotas?

Devo desenvolver meu próprio software de Gestão de Frotas?

Algumas empresas por vezes se veem naquele cenário onde precisam escolher entre desenvolver as suas próprias soluções de software ou contratar produtos já ofertados no mercado. Nesse texto não buscamos dar uma resposta definitiva para esse questionamento, mas sim levantar os principais pontos a serem levados em consideração, no entanto, é entendemos que no caso geral existe sim a influência para um dos lados, o que discutiremos abaixo.

É possível que ao pensar na possibilidade de desenvolver uma solução de frotas internamente você e sua equipe estejam levando em conta os detalhes da sua operação, que podem fazer dela um tanto extraordinária, reduzindo a possibilidade do uso de produtos do tipo commodity. Ou ainda, talvez sua equipe já tenha realizado uma pesquisa e entende que o custo para personalizar soluções já existentes é muito alto, justificando assim pensar em investir para ter algo que fará parte da própria empresa.

Qual é o seu core business?

A expressão da língua inglesa core business pode ser traduzida como o coração da sua operação. Isso quer dizer: o que é que a sua empresa realmente faz e entrega valor ao fazer isso? Por exemplo, se a sua empresa trabalha no setor de distribuição de alimentos o seu core business está ligado à sua capacidade de realizar as entregas dentro do prazo estabelecido, sem infringir riscos à mercadoria conduzida e tudo isso ocorre através do uso de uma frota veicular que precisará ser bem gerida e ter seus custos devidamente controlados.

E onde queremos chegar com isso? Geralmente o coração da operação de empresas cuja principal atividade passa por transporte, distribuição, coleta ou entrega de materiais, encontra-se na própria atividade de transporte, sendo essa a ação que mais agrega valor aos seus clientes, além de ser de onde é originada a maior parte da receita e de onde podem vir as maiores economias.

O que significa que nesses casos optar pela criação de uma equipe de desenvolvimento interno pode significar uma mudança de direcionamento em relação à real motivação de ser da corporação.

O que significa manter uma equipe própria de TI?

Um erro comum de empresas que desejam criar um know-how em desenvolvimento de software dentro de organizações que não são direcionadas por natureza a essa vertente, é pensar que tudo se resume à criação do software, processo esse que na verdade é comumente subestimado.

Desenvolver um software passa primeiramente por entender a operação e a forma como os clientes interagem hoje com essa operação e a forma como eles desejam fazer isso, embora pareça óbvio que a empresa que sente o problema também seja capaz de pensar em como resolvê-lo, é importante destacar que já existem diversas metodologias focadas nesse processo e que são muito recomendadas para que o produto seja construído segundo padrões comuns e replicáveis.

Hoje existem profissionais dedicados a estudar a experiência do usuário, pois algo que todos já tiveram contato e certamente não desejam ter nunca mais é com um software ruim e difícil de usar. Por isso mesmo a presença de designers, UX (user experience – profissionais de experiência do usuário) e desenvolvedores experientes é fundamental para fazer o projeto nascer da forma correta.

No entanto, garantir que o projeto começa da maneira correta não é o suficiente, é preciso ter uma equipe que o mantenha e que permita que o produto se desenvolva a partir das novas necessidades que aparecem e são descobertas. Dessa forma, dado o que discutimos acima entendemos que para a maior parte das empresas cuja operação gira em torno do uso de frotas o investimento em uma solução própria pode na verdade significar mudar drasticamente o rumo da gestão da empresa, o que certamente não é desejado.

O que devo observar ao escolher uma solução do mercado?

Se ao analisar todas as informações acima você e sua empresa chegaram à conclusão que a melhor opção é procurar uma solução do mercado então pensamos em algumas dicas para lhe ajudar nesse processo:

  • Garanta que a ferramenta tem suporte a integrações. O setor de gestão de frotas possui algumas verticais importantes como: telemetria, abastecimento, manutenções e rotas. Sua empresa provavelmente já utiliza algumas dessas soluções, ao buscar por uma solução que organize toda a Gestão não basta apenas que ela forneça as suas próprias ferramentas, mas também que ela esteja alinhada com o que o mercado oferece;
  • Opte por uma empresa com know-how em frotas. Algumas empresas que optam por não desenvolver uma ferramenta proprietária acabam contratando empresas generalistas em desenvolvimento (software houses) e no fim das contas a solução se torna muito similar ao desenvolvimento interno, com a desvantagem da contratada não dominar o mercado em que opera;
  • Busque uma empresa que esteja interessada no seu sucesso. Dentro do setor de SaaS (em tradução livre: software como produto),tem sido comum a existência de equipes de Sucesso do Cliente, esses times são responsáveis por auxiliar a sua empesa a obter o melhor resultado no uso do produto que oferecem, esse tipo de abordagem é fundamental para iniciar o uso de uma ferramenta, mas também é de grande valor para continuamente obter resultados positivos com a solução.

A Infleet desenvolve soluções de ponta para o setor de Gestão de Frotas, com o objetivo de simplificar os seus processos e lhe auxiliar no desafio da redução de custos, deixe a nossa equipe comercial saber como pode lhe ajudar.

Monitore a sua frota e otimize seus custosInfleet | Tecnologia de ponta para gestão de frotas