Como evitar o comportamento de risco dos motoristas da sua frota

Como evitar o comportamento de risco dos motoristas da sua frota

O comportamento de risco dos motoristas na sua frota é algo muito importante. Um dos pilares para uma gestão de frotas eficiente é a segurança operacional dos veículos, da carga e dos motoristas.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde o Brasil ocupa o 5º no ranking de mortes no trânsito, perdendo apenas para Índia, China, EUA e Rússia.

Segundo um estudo conduzido pelo Ministério dos Transportes, Portos e Aviação (atual Ministério da Infraestrutura), por exemplo, mais de 50% dos acidentes são causados por imprudência dos motoristas. Além disso, 90% dos acidentes de trânsito são motivados por falhas humanas, conforme análise do Observatório Nacional de Segurança Viária, e as perdas com acidentes envolvendo caminhões são até 12 vezes mais custosos do que os roubos de carga nas estradas, segundo a Associação de Gestão de Despesas de Veículos (AGEV).

Diante desse cenário temos a grande missão do gestor de frotas: garantir a segurança dos motoristas, veículos e carga.

E como fazer isso? Através da redução do comportamento de risco dos motoristas da frota.

CRIANDO UMA CULTURA DE SEGURANÇA

Para criar uma cultura de segurança na sua empresa, reduzindo o comportamento de risco por parte dos motoristas é necessário primeiramente definir quais são os indicadores e parâmetros de avaliação para medir se o comportamento do motorista está sendo de risco ou não.

Uma vez que os estudos apontam a principal causa dos acidentes à falhas humanas, concluímos que implementar uma cultura de segurança significa reduzir essas falhas. Alguns parâmetros do modo de condução do motorista irão ajudar você, gestor, a identificar esse tipo de comportamento na sua frota como:

  • Acelerações bruscas;
  • Excesso de velocidade;
  • Frenagens bruscas;
  • Curva acentuada;
  • Descumprimento de leis de trânsito;

Quando se fala em cultura de segurança o objetivo principal é a redução de acidentes de trânsito. Analisando a Pirâmide da Dupont de infrações, vemos que é importante atuar sobre o modo de condução dos motoristas para educá-los e prevenir as pequenas infrações da base da pirâmide antes que se tornem um acidente fatal no topo.

PROMOVENDO A DIREÇÃO SEGURA NA FROTA

Naturalmente que, como qualquer outro hábito, mudar os hábitos de direção não é uma tarefa fácil e demanda certo esforço para que os motoristas abandonem os seus vícios e passem a adotar as práticas da direção segura e econômica.

Criar e manter esse comportamento dentro da sua equipe exigirá muito mais do que uma conversa no início do dia, antes da saída para a rota. É preciso ter uma abordagem mais completa levando em consideração três importantes fatores:

  • Sistema de gestão de frotas e telemetria veicular;
  • Gestão de pessoas;
  • Treinamento e educação;

SISTEMA DE GESTÃO DE FROTAS E TELEMETRIA

O sistema de gestão de frotas, rastreamento e telemetria veicular é a base para o acompanhamento do modo de condução do motorista, que permitirá ao gestor verificar se as boas práticas de direção segura e econômica estão sendo seguidas pela sua equipe.

A telemetria veicular consiste na coleta remota de dados do veículo, seja através de sensores (telemetria analógica) ou através da conexão e leitura direta dos dados do computador de bordo do veículo (telemetria digital).

Alguns parâmetros analisados na telemetria veicular são:

  • Velocidade;
  • Torque;
  • Dados do motor: RPM, temperatura, pressão na ignição, status (ligado ou desligado);
  • Dados gerais: Temperatura do freio, óleo, água, combustível e sensores diversos instalados no veículo;

Assim, é possível para o gestor de frotas ter informações em tempo real sobre os seus veículos, histórico de dados e controle operacional. A partir dessas informações o gestor pode realizar um controle da frota que evite as principais causas de acidente citadas.

Com os dados de telemetria é possível ter um controle preciso do modo de condução do seu motorista, criando relatórios de infrações e ranking dos melhores motoristas. Assim, você saberá como está o RPM do veículo, se o motorista acelerou, frenou ou fez curva brusca, se o motorista dirigiu acima da velocidade e até mesmo quantas horas ele dirigiu durante um determinado dia afim de evitar e controlar a fadiga. O sistema também permite a criação de alertas para que o gestor seja avisado imediatamente do comportamento do motorista e possa até entrar em contato para prevenir uma nova infração.

Outro ponto fundamental da telemetria está no controle de manutenções.

Primeiramente, o uso das informações de telemetria para o controle do modo de condução do motorista, implementação de uma cultura de condução econômica irá reduzir drasticamente o desgaste das peças, contribuindo para um aumento da vida útil e da segurança do veículo.

Além disso, as informações de telemetria, permitem com que o gestor de frotas faça um acompanhamento mais preciso das manutenções preventivas, com um controle preciso de quilometragem.

GESTÃO DE PESSOAS

Promover ações de incentivo que motivem a equipe a seguir os comportamentos de segurança é uma grande forma de implementar a cultura da direção econômica e defensiva.

Isso gera reconhecimento para os motoristas que estão seguindo as melhores práticas e incentiva os demais a também seguirem o mesmo caminho.

O feedback construtivo aos motoristas, baseado nos relatórios de telemetria também são uma forma eficiente de gerir a sua equipe bem como a criação da rotina de Diálogos Diários de Segurança como um espaço para relembrar pontos importante e criar uma abertura de conversa entre gestores e motoristas.

TREINAMENTO E EDUCAÇÃO

Os principais treinamentos para os motoristas são relacionados à direção econômica, direção defensiva, Código de Trânsito brasileiro e aos treinamentos específicos relativos a operação da sua empresa como por exemplo um treinamento em transporte de produtos perigosos.

O treinamento em direção econômica irá ajudar a eliminar alguns vícios de direção dos motoristas da sua frota, ensinando a melhor forma de conduzir o veículo de acordo com a situação específica apresentada pela pista. O motorista irá aprender a trocar de marcha no momento ideal, dirigir sempre no RPM ótimo, não dirigir na banguela e diversas outras técnicas.

Assim, o treinamento em direção econômica é o principal para a redução dos custos operacionais de uma empresa.

A condução com base na direção defensiva tem como objetivo reduzir essa estatística. Esse deveria ser um item obrigatório no treinamento de todos os motoristas.

O curso irá ensinar técnicas para que o motorista evite acidentes, se proteja em situações de risco, se adapte às condições climáticas e mantenha o veículo em condições adequadas para a viagem.

Entre em contato aqui com nosso time de consultores para saber mais como a tecnologia pode ajudar nesse processo!

Monitore a sua frota e otimize seus custosInfleet | Tecnologia de ponta para gestão de frotas

Copyright © Infleet | Tecnologia para frotas 2020. All Rights Reserved.

Interakt Soluções de Engenharia LTDA