Como comunicar aos motoristas sobre o controle do modo de condução

Como comunicar aos motoristas sobre o controle do modo de condução

Sistemas de rastreamento, monitoramento ou telemetria muitas vezes podem ser vistos como “dedo duro”, forma do gestor de estar vigiando ou monitorando o motorista e até mesmo invadindo o espaço dele. Esses sentimentos podem levar a uma certa tensão entre motoristas e gestores no momento em que a empresa decide pela implementação de um sistema de telemetria e controle do modo de condução do motorista.

Os motoristas querem ter a confiança dos seus gestores e também a sua privacidade, enquanto os gestores querem garantir a segurança e eficiência da operação como um todo.

Apesar das dúvidas e receios dos motoristas no momento de uma implantação de sistema como essa eles próprios são muito beneficiados. Para garantir que os motoristas estejam confortáveis com o processo e entendam perfeitamente o que está ocorrendo e porque é importante que o gestor tenha a abordagem adequada.

Neste artigo vamos apresentar algumas dicas de como o gestor de frotas pode abordar o seu time de motoristas para comunicar a implementação de uma ferramenta de telemetria que irá controlar o modo de condução deles.

  1. Seja franco

A pior coisa que existe para um gestor é perder a confiança do seu time. Por isso é fundamental que o gestor seja honesto e transparente com os motoristas.

Qualquer falha de comunicação que faça o motorista entender o projeto de um jeito e ver na prática outra coisa sendo aplicada pode levar a quebra de confiança e perda de moral.

Ser honesto além de tudo mostra como você valorize e respeita o seu time, mostra que você confia neles.

É muito comum ver gestores que não querem que o motorista saiba que o veículo está equipado com o sistema de telemetria para “pegar ele no flagra”. Isso pode fazer com que você descubra péssimos comportamentos e até mesmo demita alguns motoristas que cometeram irregularidades, por outro lado, pode levar aqueles que ficaram na empresa e ficarem paranoicos, preocupados, receosos o tempo inteiro com você e até mesmo resistentes ao seu modo de gestão.

  1. Expliquei o porque

Os seus motoristas não irão seguir ordens de bom grado apenas porque você mandar. Claro, eles irão te obedecer, mas responderão muito melhor a situação se entenderem o por que aquilo precisa ser feito e o impacto que aquilo terá na empresa.

Primeiro, você deve mostrar ao motorista os benefícios que a telemetria e controle do modo de condução trará para ele em termos de segurança, ganhos de produtividade e eficiência. Segundo, você deve mostrar ao motorista o impacto que isso tem no resultado da empresa como um todo, fazendo com que ele se sinta importante e fazendo com que ele perceba que o trabalho dele é fundamental para que a empresa atinja os seus objetivos.

Assim, eles irão se sentir parte concreta do resultado da empresa e irão querer contribuir mais com isso.

  1. Mostre como funciona e os benefícios

Os motoristas ficarão muito mais tranquilos se eles entenderem como a tecnologia por trás do sistema funciona. Eles vão saber exatamente o que o sistema faz, quais parâmetros ele analisa, como ele avalia o seu modo de condução.

Eles precisam entender bem e não ter dúvidas sobre o que o sistema de telemetria faz para que sejam receptivos a ele.

O uso do sistema traz uma série de benefícios como:

- Maior segurança durante a jornada de trabalho;

- Menor frequência de quebra e dano ao veículo;

- Ganho de produtividade;

- Maior treinamento;

- Maior objetividade na avaliação de performance e transparência na comunicação.

  1. Implemente benefícios

Um dos maiores receios dos motoristas quando os gestores vão implementar um sistema de telemetria veicular para controle do modo de condução do motorista é que eles pensam que isso será feito para penalizá-los.

Os motoristas ficam com a sensação de que o gestor está buscando por falhas para criticá-los e penalizá-los.

O gestor precisa mostrar que esse não é o objetivo do sistema de telemetria veicular. Ele deve apresentar o sistema como uma ferramenta educacional, focada em mostrar ao motorista como ele pode ser um profissional melhor se eliminar alguns hábitos de direção que reduzem a eficiência do veículo e aumentam os riscos de acidentes.

Uma forma de fazer isso é criando programas de premiação para os motoristas com melhor performance. Isso cria uma competição saudável dentro do time, pois todos os motoristas vão querer estar no topo do ranking para ganhar os prêmios oferecidos.

Monitore a sua frota e otimize seus custosInfleet | Tecnologia de ponta para gestão de frotas