Por que toda frota deve ter um cronograma de substituição de veículos?

Por que toda frota deve ter um cronograma de substituição de veículos?

Como regra, bons gestores de frota detestam desperdício. Você não joga fora uma escrivaninha ou impressora perfeitamente boa porque ela pode ser usada por alguns anos, e você não jogaria fora um carro bom se ele ainda funcionasse.

Essa é uma mentalidade comum entre os gestores de frotas, principalmente aqueles que se orgulham do alto padrão de manutenção e cuidado de cada veículo. No entanto, essa mentalidade também pode atrapalhar a otimização de sua estratégia de frota para eficiência de orçamento e desempenho.

O gestor de frota que mantêm veículos mais antigos geralmente ignoram o custo de operação de uma frota mais antiga. Na realidade, o plano mais eficiente é um cronograma de substituição de veículos que permite que você crie estratégias para seu orçamento de longo prazo e atualize regularmente seu inventário de veículos.

Vamos mergulhar nas razões práticas para construir um cronograma de substituição de veículos e quando a manutenção de veículos de frota mais antigos não é mais sua melhor aposta.

Boa leitura!

1. Os custos de operação de uma frota mais antiga

Quanto custa fazer a manutenção anual em cada um dos veículos da sua frota? Este é um indicador importante para acompanhar, pois revela quando alguns de seus veículos “passaram do limite” em termos de eficiência de manutenção.

À medida que os carros envelhecem, as peças internas envelhecem e precisam de um ritmo mais rápido de substituições e reparos. Veículos com dez anos de uso podem custar o dobro a dez vezes mais do que custavam no terceiro ano de desempenho. Em algum momento, você economizaria mais em um veículo novo do que na manutenção do antigo.

Há também custos de toda a frota a serem considerados quando um de seus veículos mais antigos está parado para realizar ajustes. Se você estava confiando naquele veículo para completar uma rota e sua frota é pequena, seus clientes não verão os atrasos e cancelamentos como resultado.

Embora sua equipe de mecânicos possa ser ótima em colocar esses carros antigos de volta na estrada, você ainda perde tempo e dinheiro com cada reparo.

2. Causando uma boa impressão com uma frota organizada

Em seguida, há o fator de boa impressão. Se a sua frota precisa ter uma aparência profissional - como a maioria das frotas -, os veículos mais antigos estão prestando um desserviço.

Mesmo bem conservado, os reparos eventuais começam a aparecer e os clientes podem dizer que você está usando veículos muito antigos. Um veículo que parece ter visto dias melhores, infelizmente, não reflete efetivamente a capacidade de reparo e a qualidade de uma equipe. Para os clientes, pode parecer que sua frota não se atualiza.

Embora isso possa ser um sintoma da economia de produtos descartáveis, impressionar os clientes ainda é uma prioridade para a reputação da sua marca e a confiança do cliente em sua equipe.

3. Mantendo a previsibilidade do orçamento

Depois, há como manter seu orçamento limpo e previsível. Os gestores de frota gostam de um orçamento que permaneça o mesmo todos os anos e quase o mesmo todos os meses.

Você pode otimizar seus custos de combustível sabendo quase exatamente quanto combustível é necessário para cada rota. Você pode prever o custo geral de manutenção mensal e anual de cada veículo até a troca de óleo e substituição do filtro. Mas os carros mais antigos desequilibram.

À medida que os veículos envelhecem e as peças precisam ser substituídas, esses reparos podem ir além dos seus cálculos. Por outro lado, o orçamento para um veículo novo e a troca é uma escolha financeira previsível que você pode fazer a longo e médio prazo.

Com um cronograma de substituição de veículos, você pode prever as necessidades de manutenção confiáveis ​​de carros novos e seminovos, juntamente com o custo periódico previsível de substituir um modelo antigo antes que se torne caro.

4. Veículos substituídos nunca são desperdiçados

Por último, mas não menos importante, é importante lembrar que um veículo substituído nunca é desperdiçado. Sabemos que você se orgulha em manter bons veículos funcionando o maior tempo possível, mas você não está enviando seus veículos substituídos para o aterro sanitário.

Na maioria dos casos, você os negociará em uma revenda ou corretor de frota. A partir daí, os veículos mais antigos podem ser revendidos ou reciclados.

Veículos em bom estado são revendidos como usados ​​para novos proprietários que se beneficiam de sua meticulosa manutenção e cuidado da frota. Veículos além da manutenção prática são reciclados.

As peças mais raras e com melhor manutenção podem ser guardadas para reparos futuros de modelos semelhantes, enquanto a massa de plástico e metal é usada novamente para fabricar novos produtos.

5. Reequilibrando os custos da frota com um cronograma estratégico de substituição de veículos

Se você tem mantido veículos mais antigos em sua frota, é hora de recalcular e reequilibrar seus custos. O cronograma certo de substituição de frota (específico para cada marca e modelo) pode garantir que você nunca mantenha um veículo por mais tempo do que sua acessibilidade equilibrada para substituição.

Em outras palavras, os veículos permanecerão em sua frota até que seja mais econômico substituir do que manter. Suas finanças permanecem previsíveis e sua frota fica atualizada com os modelos e recursos mais recentes.

Te ajudamos a entender melhor o por quê toda frota deve ter um cronograma de substituição de veículos? Aproveite para seguir a Infleet no Instagram e acompanhar as nossas publicações por lá!

Monitore a sua frota e otimize seus custosInfleet | Tecnologia de ponta para gestão de frotas