Afinal, qual é o combustível ideal para a sua frota?

Afinal, qual é o combustível ideal para a sua frota?

Fazer uma gestão de combustível eficiente é o desafio de todo gestor de frota que deseja diminuir os custos de abastecimento da empresa, ainda mais com o constante aumento nos preços desse insumo. Assim, é importante pesquisar quais as opções de combustíveis são mais vantajosas e com o melhor custo-benefício para a sua frota.

Como escolher o combustível ideal para a sua frota pode não ser uma tarefa fácil, neste artigo separamos algumas opções disponíveis no mercado e mostramos o mais adequado para cada tipo de veículo. Confira!

Tipos de combustíveis e o mais indicado para a sua frota

Há combustíveis de variados tipos, preços e funções. Sendo que o seu uso vai depender do melhor custo-benefício para sua frota.

Se você ainda não conhece todos, veja agora 11 alternativas, as principais diferenças e o mais adequado em cada situação.

1. Gasolina comum

Derivada do petróleo, é a opção mais conhecida, utilizada e mais fácil de ser encontrada.

Tem percentual obrigatório de 27% de etanol anidro na composição, possui octanagem mínima de 87 e teor máximo de enxofre de 50 ppm (partes por milhão).

Sem aditivos, esse combustível pode ser prejudicial para o motor e também é muito poluente. Os gases lançados na atmosfera causam danos à saúde humana e ao meio ambiente.

2. Gasolina aditivada

A diferença em relação à gasolina comum é que a aditivada tem agentes detergentes na sua composição. Esses aditivos evitam o acúmulo de resíduos e garantem a limpeza do motor, gerando mais economia de combustível e tornando o automóvel menos poluente.

3. Gasolina premium

Tem um preço mais alto e é difícil de ser encontrada. Possui octanagem mínima de 91 e também recebe aditivos, por isso, melhora o desempenho do veículo. Indicada para carros potentes e com alta taxa de compressão, como os esportivos de luxo.

4. Etanol

O famoso álcool, e também um dos mais populares, é produzido a partir de matérias-primas de vegetais, como a cana-de-açúcar. Por isso, é uma opção renovável, limpa e menos poluente de todos os combustíveis.

Abastecer os veículos com esse combustível é uma boa solução ambiental, mas é necessário que o carro tenha o preparo de utilizar esse combustível sem prejudicar o motor.

5. Etanol aditivado

Praticamente a mesma ideia da gasolina aditivada. Esse combustível se assemelha ao etanol comum, mas com o acréscimo de aditivos detergentes e dispersantes em sua composição, que limpam o motor e ajudam a evitar problemas frequentes em carros flex, como o entupimento dos bicos.

6. Diesel comum

Também derivado do petróleo, o diesel é o combustível mais vendido e utilizado nas frotas de veículos pesados como caminhões, carretas, ônibus, entre outros. Sua vantagem é o rendimento e a desvantagem o fato de ser mais poluente do que a gasolina e o etanol.

7. Diesel S-10

Diferente do diesel comum com teor de enxofre de 500 ppm, o S-10 possui teor máximo de 10 ppm, e por ser mais limpo ele é menos danoso ao meio ambiente.

Mesmo o motor diesel sendo proibido no Brasil, tem picapes, vans, jipes, SUVs que rodam com essa opção. Sendo o uso do S-10 obrigatório nos motores a partir de 2012. Nos automóveis novos o diesel comum pode danificar o motor.

8. Diesel aditivado

O diesel aditivado também tem agentes detergentes para eliminar resíduos, a diferença dos outros combustíveis aditivados é que nesse caso eles já atuam durante o abastecimento.

9. Diesel premium

Também se beneficia dos aditivos multifuncionais e oferece melhor desempenho ao motor. Sua diferença é a maior quantidade de cetano (hidrocarboneto que mede a qualidade da ignição do óleo diesel), mínimo de 51. Isso melhora a qualidade de ignição e a performance do automóvel.

10. GNV (Gás Natural Veicular)

O GNV também polui menos o meio ambiente, ele emite cerca de 20% menos dióxido de carbono (CO₂) na atmosfera em relação à gasolina e 15% em comparação com o etanol.

É a opção de combustível com melhor consumo e menor preço atualmente, mas possui alto custo de instalação e os cilindros ocupam muito espaço no porta-malas, o que pode ser uma desvantagem. É mais indicado para taxistas e motoristas de aplicativos.

11. Eletricidade

O uso de carros elétricos está crescendo cada vez mais e com eles vem a diminuição dos gastos com combustíveis e redução do impacto ambiental.

A eletricidade é a opção mais econômica e ecológica dentre os combustíveis, pois é menos poluente. A desvantagem é o tempo de recarga, a bateria demanda horas para ser completamente recarregada.

Conclusão

Para melhor administrar esse insumo, você pode fazer a integração de dados do combustível através de um software de gestão. Dentre suas vantagens estão: economia de tempo, informações mais precisas e controle financeiro. Além de facilitar na hora de escolher o combustível ideal para a sua frota.

Fique por dentro de tudo sobre gestão de frotas, nos seguindo nas redes sociais. Estamos no YouTube, LinkedIn, Instagram, Facebook e TikTok.

Monitore a sua frota e otimize seus custosInfleet | Tecnologia de ponta para gestão de frotas