Análise de dados na gestão de frotas

Análise de dados na gestão de frotas

Para realizar um bom planejamento, avaliar a viabilidade de investimentos ou a performance de uma equipe nada melhor do que uma boa análise de dados que gere transparência.

Com a infinidade de dados que hoje são gerados dentro da empresa a respeito da operação, realizar uma análise de dados detalhada é uma excelente forma de visualizar formas de melhorar a eficiência e lucratividade do negócio. Por meio dos dados as decisões são embasadas em fontes confiáveis ajudando o gestor a visualizar com maior clareza a realidade da empresa e realizar diagnósticos sobre os problemas.

Entretanto, gerar e analisar dados de maneira correta ainda é um grande desafio para os gestores de frotas. Se você quiser saber como fazer uma análise de dados da sua frota, então continue comigo até o final.

O QUE É A ANÁLISE DE DADOS

Análise de dados consiste em reunir, organizar e avaliar um conjunto de informações com o objetivo de visualizar com clareza uma determinada situação, para identificar problemas (desvios), gargalos e buscar soluções ou formas de otimização.

Assim, é a ferramenta que embasa os gestores para uma tomada de decisão assertiva, evitando achismos.

Um bom gestor de frotas irá transformar os dados em oportunidades de melhoria, ou, visualizar melhorias através dos dados.

COMO FAZER UMA BOA ANÁLISE DE DADOS

Realizar uma boa análise de dados não é simples, é preciso ter conhecimento e metodologia, além das ferramentas corretas. Por isso, vamos apresentar agora um passo a passo para a análise de dados.

1. Planejamento

O primeiro passo para se realizar uma boa análise de dados é planejar e definir objetivos. Saber com clareza o que você quer obter com essa análise é fundamental.

Para quem não sabe onde quer chegar qualquer direção serve.

É preciso saber onde você quer chegar para escolher o melhor caminho.

Então, nesse primeiro momento você irá definir em linhas gerais os objetivos da análise, quais são os dados mais relevantes para o seu setor ou negócio e como você vai transformar isso em um plano de ação.

2. Obtenção de informações

O segundo passo é o levantamento das informações. Nesse momento é importante você ter as devidas ferramentas disponíveis.

No caso da gestão de frotas será possível por exemplo buscar os sistemas de cartão de abastecimento, ERP, roteirização, monitoramento, telemetria, manutenção para gerar dados como: consumo de combustível dos veículos, entregas feitas, quilometragem percorrida e muitos outros.

Por isso, na gestão de frotas é fundamental você usar sistemas de gestão de frotas que te permitam ter um armazenamento organizado de todos esses dados, pois sem eles, no futuro a sua análise de dados será inviabilizada.

3. Tratamento de dados

Devido ao grande volume de informações que será obtida da fase anterior, nesse momento será preciso ter o apoio tecnológico para organizar e tratar os dados.

Ferramentas de Business Analytics, Big Data e outras irão auxiliar o gestor neste caso.


TIPOS DE ANÁLISE DE DADOS

A depender do que você tem como objetivo e das suas necessidades, você poderá realizar tipos diferentes de análise de dados. Os principais tipos de análise de dados são:

A. Preditiva

A análise preditiva, como o nome já diz, tem o objetivo de auxiliar a prever uma situação com base em dados, antes que ela chegue a ocorrer. Assim, você poderá prever problemas futuros e evitá-los.

Um exemplo na gestão de frotas é a captação de dados da dinâmica veicular para prever a falha de um determinado componente do carro e indicar a necessidade de manutenção antes que esse componente de fato sofra uma ruptura e deixe o veículo parado na estrada.

B. Prescritiva

A análise prescritiva vai um pouco além da preditiva, pois além de te informar um cenário futuro com base nos dados coletados, também sugere atitudes que podem ser tomadas e quais serão as suas possíveis consequências.

De maneira prática, uma análise prescritiva não irá apenas indicar que a peça do veículo está prestes a quebrar, mas também irá indicar qual o tipo de manutenção que você poderá fazer para ampliar a vida útil daquela peça.

Dessa forma, esse tipo de análise permite você avaliar cenários e ter recomendações estratégicas.

C. Descritiva

A análise descritiva é algo mais simples, ela permite você compreender com clareza o seu cenário atual, mostrando tendências e flutuações.

Ela auxilia na visualização presente dos dados e ajuda a entender perguntas como: qual a flutuação das entregas, como está o consumo de combustível e custos de manutenção?

D. Diagnóstica

Com base em uma análise de dados descritiva bem feita a análise diagnóstica vai buscar ir além, trazendo os motivos e explicações para aquela situação. Ou seja, busca entender o por que os dados estão se comportando daquela maneira.

Assim como o médico realiza a sua medição de temperatura, pressão, batimentos cardíacos e outras variáveis e busca entender o que está acontecendo com você (se você está doente ou não, e em caso positivo, qual a sua doença) a análise diagnóstica buscar saber por que os dados estão com aquele comportamento.

BENEFÍCIOS DA ANÁLISE DE DADOS

Através da análise de dados podemos traçar todo o perfil da empresa e do seu setor de transportes, tendo as informações mais relevantes de maneira mais rápida e fácil.

Dados como, consumo de combustível, manutenção, quilometragem, serviços realizados, entregas, atrasos, coletas, hora extra, absolutamente tudo estará a disposição do gestor para tomada de decisões mais assertivas.

Assim essa análise ajudará o gestor a:

  • Otimizar a operação e reduzir custos
  • Aplicar melhorias de processos
  • Gerenciar riscos
  • Reduzir prazo de entrega e coleta
  • Tomar decisões melhores

Porém, para que isso seja feito de maneira correta o gestor precisa garantir a confiabilidade dos dados. Dados ruins levarão a uma análise equivocada e decisões erradas.

Você precisa ter uma fonte de dados confiável e por isso os sistemas de gestão de frotas são tão importantes.

Monitore a sua frota e otimize seus custosInfleet | Tecnologia de ponta para gestão de frotas