Gestão de Pneus na Frota - Como Fazer?

Gestão de Pneus na Frota - Como Fazer?

O custo com pneus está entre os 3 principais custos operacionais de uma frota juntamente com os custos de manutenção e combustível. Os custos com pneu podem representar até 12% do custo operacional de uma frota. Por isso, a gestão de pneus é uma das principais atividades do gestor de frotas.

Realizar um controle dos pneus da frota é algo essencial para o gestor garantir a segurança e os custos planejados da operação. Além da possibilidade de acidentes uma má gestão de pneus irá aumentar os custos com combustível e reduzir a vida útil do ativo, fazendo com que a frequência e o custo efetivo com pneus também aumente.

Atualmente gestor de frotas tem a sua disponibilidade uma série de ferramentas que o auxiliam nesse tipo de controle, desde planilhas de controle de pneus até softwares de gestão de pneus.

Neste artigo iremos apresentar como e por que fazer uma boa gestão de pneus na sua frota. Além disso, vamos trazer um tópico extra com algumas das últimas tecnologias de ponta que estão surgindo nesse segmento.

O QUE É O GERENCIAMENTO DE PNEUS

De acordo com o Sest Senat “gestão de pneus consiste no acompanhamento e no controle do uso dos pneus da frota de veículos, visando monitorar o rendimento e a durabilidade dos pneus.”

Gerir os pneus consiste então em boas práticas diárias de uso e planejamento rodízio para garantir uma maior vida útil para o ativo e também controle das compras, serviços de restauração, trocas para acompanhar os custos envolvidos.

O acompanhamento sistemático dos pneus permite ao gestor coletar informações sobre os pneus que também o irão auxiliar nas decisões de compra, como escolher marca, fornecedor e tipo de pneu para cada modelo de veículo da frota.

BENEFÍCIOS DA GESTÃO DE PNEUS

O plano de acompanhamento do rendimento dos pneus permitirá a redução de custos e aumento da segurança dos veículos. Isso por que, ao gerenciar melhor os pneus você irá aumentar a vida útil do ativo e também reduzir o consumo de combustível do veículo.

Pneus fora da pressão correta, desalinhados, desbalanceados, com a banda de rodagem ruim podem aumentar o consumo de combustível em até 25%.

Além disso, a gestão de pneus reduz o descarte desse material reduzindo impacto ambiental da empresa. Por outro lado, boas práticas de gestão de pneus podem aumentar a vida útil do pneu de 100.000 km para 125.000 km.

Então, se a empresa deseja se manter competitiva e aumentar as suas margens de lucro, realizar uma boa gestão de pneus é fundamental.

COMO IMPLEMENTAR A GESTÃO DE PNEUS

Para conseguir ter uma boa gestão de pneus é preciso ter um processo sistematizado de controle e ter informações que o auxiliem na tomada de decisão.

O primeiro passo para se ter uma boa gestão de pneus então é ter informações sobre os pneus.

Tenha um registro de todos os pneus da empresa, data de compra, fabricante, modelo, sulco, quilometragem e localização. Além disso, é importante ter informações sobre rodízios que foram realizados, serviços de recapagaem, recalchutagem e outros que visam o aumento da vida útil do pneu.

Quanto mais completo forem os registros de dados sobre tudo o que ocorreu com os pneus ao longo da vida e sobre o status atual de cada um deles, melhor será a sua capacidade de analisar e decidir.

Para ter essas informações duas coisas são necessárias:

1. Ter uma rotina de checagem dos pneus:

Isso é realizado através da implementação de um checklist de saída e chegada e do veículo.

É fundamental garantir antes da saída da garagem que os pneus estão com a pressão correta, balanceados e alinhados. No post “Você conhece os 5 ladrões de KM dos pneus?” nós mostramos como isso pode aumentar em 20% a 25% a vida útil dos pneus e reduzir 25% do consumo de combustível.


2. Ter um local adequado para registrar cada acontecimento com os pneus;

Existem diversas formas de realizar o registro dos dados relativos à pneus da frota, desde soluções mais simples como planilhas de gestão de pneus até soluções mais completas e complexas que são os softwares ou sistemas de gestão de pneus.

Esse registro permitirá a empresa consultar todas as informações, gerar relatórios de indicadores que evidenciem a performance dos pneus e assim tomar decisões e planos de ação que reduzam os custos.

Ao analisar as informações você poderá ver a vida útil em km de cada modelo de pneu e verificar se algum tipo de pneu específico tem vida útil maior ou menor e entender por que.

Você poderá avaliar também se os serviços de reparo realizados estão trazendo o aumento de vida útil prevista, se os custos estão dentro do orçado e se existe algum carro ou motorista que está como desgaste maior de pneus e por isso está ocorrendo troca com maior frequência.

A identificação dessas situações e desvios com relação ao comportamento normal esperado permitirão ao gestor começar a avaliar o por que dessas discrepâncias e a partir dai iniciar um processo de otimização e melhoria contínua da vida útil e dos custos com pneus.

Naturalmente, o uso de uma planilha de gestão de pneus é melhor que não ter controle, porém sabemos que o trabalho para a criação dessa planilha, gerenciamento de todos os dados e geração de indicadores a partir dela será algo bastante completo. Nesse sentido os sistemas de gestão de penus de frota irão auxiliar o gestor a realizar essa atividade de maneira muito mais produtiva.


OUTRAS DICAS E NOVAS TECNOLOGIAS ASSOCIADAS À GESTÃO DE PNEUS

Além dos controles preventivos de calibrar, balancear e alinhar os pneus antes de uma viagem, medir o sulco e acompanhar a quilometragem existem formas mais avançadas de otimizar a gestão de pneus da sua frota.

Uma das principais formas de melhorar a vida útil do pneu é através do controle do modo de condução do motorista através da telemetria veicular. Só para termos uma ideia, de acordo com o Guia TRC, a velocidade ideal de um caminhão está entre 80 km/h e 88 km/h. A 112 km/h o desgaste da banda de rodagem é dobrado, ou seja, um aumento de 27% na velocidade provoca um aumento de 100% no desgaste dos pneus.

Sabemos também que frenagens bruscas cntribuem para um desgaste acelerado.

Assim, controlar e educar o modo de condução do motorista, para que ele adote as práticas de direção econômica irão contribuir para um aumento da vida útil e redução de custos.

Além disso, atualmente já existem também tecnologias de telemetria avançada para pneus e os pneus inteligentes.

A Continental lançou o ContiConnect uma plataforma digital que realiza a gestão de pressão e temperatura dos pneus. A Pirelli, por sua vez, tem a solução Cyber Fleet no qual é possível controlar pressão, temperatura, receber lembretes e alertas além de gerar relatórios.

A tecnologia 5G também está chegando aos pneus, com a Pirelli anunciando que terá pneus conectads e que “fornecerá informações relativas ao modelo do pneu, quilômetros percorridos, carga dinâmica e, pela primeira vez, situações de perigo potencial na superfície das estradas, como presença de água e baixa aderência. Essas informações permitirão que o carro adapte seus sistemas de controle e assistência, melhorando de forma relevante os níveis de segurança, conforto e performance.”

Já conhece a Plataforma de Gestão de Frotas Infleet? Faça um teste grátis aqui!

Monitore a sua frota e otimize seus custosInfleet | Tecnologia de ponta para gestão de frotas